Um Bichinho Esquisito

CD €12,00

comprar

1. Sulum
2. Bicicleta
3. Sopa de Pedra
4. Menina Linda
5. Bichinho Bonito
6. À Procura do Bichinho
7. Terranova
8. Moro na Planície
9. O Princípio é o Fim
10. Menina Linda


Temas originais
Xico Zé Henriques

Letras
Xico Zé Henriques
Manuel Bolinhas
Eduardo Alves

Concepção, Direcção Artística e Interpretação
Maria Morbey Henriques

Direcção Musical
Múcio Sá / Zé Soares

Concepção, Dramaturgia e encenação
Ricardo Gageiro

Consultora de voz
Paula Oliveira

Participação especial (Voz Off)
Eunice Muñoz

Apoio
Dynamic Sound Management
Jazz.pt
Objecto Ansioso

Captação / Edição / Pós-produção Video
Snegami

Gravação áudio, mistura e masterização
Luís Delgado


APRESENTAÇÃO

O Bichinho nasceu em Fevereiro de 2010, na Fábrica das Artes, do CCB e trilhou um percurso tecido a partir das ideias fundadoras do concerto encenado. Música, emoção e comunicação inauguram mistérios e propõem a aventura da descoberta. Estas intenções foram materializadas na edição de um CD (Fábrica das Artes - CCB/JACC Records – Jazz Ao Centro Clube) onde o Jazz para miúdos (grandes e pequenos) assume uma forma inédita e inesperada, e de um DVD que apresenta a envolvência visual e dramatúrgica na construção do sentido da música e das suas palavras.
Assim surge, a par da versão do concerto encenado, uma versão concerto de Jazz para famílias, reunindo o público grande e pequeno, artistas e personalidades que alimentam o “Bichinho” cá dentro, mas também lá fora.

SINOPSE

Na bagagem musical de Xico Zé Henriques (compositor) foram surgindo, por acaso (se considerarmos que isso existe), composições de Jazz que remetem para o mundo infantil, constroéem-se dentro dele, para o festejar. O criador voltou à infância através de filhos, netos, ou de si mesmo, em criança.
Os Temas de Jazz tornados canções para a Infância ganharam vida própria. As imagens sugeridas por emoções melódicas e campos semânticos correm como crianças livres em prados verdes e céu aberto, azul intenso. O Jazz enquanto liberdade, fusão cultural e complexidade harmónica tornada simples e leve por verdadeiros “Jazz men” ou talvez dizer “jazz children”, pois a transformação dar-se-á em palco através da magia da música.
Querer explicar por palavras o que é o Jazz é uma missão impossível e infrutífera. Vamos convidar os miúdos e graúdos a senti-lo, a vivê-lo na primeira pessoa, pois pretendemos a interacção e partilha de uma linguagem comum que é a música, que encontra as suas fundações no bater do coração materno quando ainda vivíamos numa casinha chamada barriga redonda, do lugar que antecedeu a primeira respiração e os primeiros vocalizes. Assim, a música é a língua materna, o jazz a liberdade inerente e permeável a influências de terras próximas ou distantes donde todos os estilos musicais brotam como flores.

Banjazz é nome de um bichinho esquisito, bicho bonito de olhos arregalados e ar banzado pela música, que é o seu alimento. Ela abrirá a porta para a exploração de elementos musicais (o improviso, o chase, o swing, os ritmos exóticos que o jazz adoptou na sua volta ao mundo) tornados imagens, corporalidade, histórias e sentimentos emergentes sustentados dramaturgicamente num concerto vivo, que não se esgota no som das palmas.

Críticas

À descoberta da música

"fundindo os conceitos de dramaturgia e de concerto, aquilo que à partida seria um simples musical foi sim uma viagem aliciante em que a aventura de crescer e a descoberta da música se misturam"..

O disco foi adicionado com sucesso ao seu carrinho de compras

Poderá aceder ao seu carrinho de compras clicando no seguinte link, ou clicando no icon no menu de topo do site.

×