Fail Better!

CD €13,00

Portes incluídos no preço


comprar

1. Ground Floor

2. Rise Up

3. Falling Stars

4. Skyfall

5. Down Under


Luís Vicente - Trumpet
Marco Franco - Drums and flute
Marcelo dos Reis - Electric guitar
José Miguel Pereira - Double bass
Albert Cirera - Soprano and tenor saxophone

ALL MUSIC BY
Marcelo dos Reis, Marco Franco, Luís Vicente, José Miguel Pereira and Albert Cirera

RECORDED
Live at Salão Brazil
JACC - Jazz ao Centro Clube
20th October 2017

EXECUTIVE PRODUCTION
JACC Records

MIX AND MASTER
Marcelo dos Reis

PHOTOGRAPHY AND GRAPHIC DESIGN
Joana Monteiro
STAGE PHOTO João Duarte

JACC Records 2021
Jacc-records.com

all rights reserved

"Tensão. É esse o grande factor construtivo do novo álbum de Fail Better!, logo definido no primeiro tema, “Ground Floor”. Como vem sendo habitual em todos os contextos que habita, a guitarra de Marcelo dos Reis desenha uma estrutura e instala um ambiente, com os restantes instrumentos, e muito especialmente o sax soprano de Albert Cirera, a extrapolarem esse tipo de “input”.

O súbito corte que nos conduz à segunda faixa parece de apaziguamento, mas depressa “Rise Up” vai crescendo em inquietação, com o trompete de Luís Vicente e, de novo, a guitarra a conduzirem o conjunto. A peça tem algo de dançante e de africanista, muito devido ao motivo repetitivo do saxofone tenor, mas o mesmo lado escuro perpassa a música. Que é improvisada, percebe-se, mas tem contornos compositivos. Quando o tenor e o trompete entram em plano dialogante estamos claramente dentro da prática harmolódica de Ornette Coleman.

Já “Falling Stars” nos coloca no quadro textural da livre-improvisação, descolando do invólucro free jazz e das pulsões rock. A atmosfera tropical, essa, mantém-se, com a flauta tocada pelo baterista Marco Franco e o “drone” guitarrístico sugeririndo uma tamboura indiana a darem um cunho étnico à peça. Imaginamos uma floresta e perigos iminentes, com o contrabaixo com arco de José Miguel Pereira a adicionar mistério. Tensão, ainda e sempre.

“Skyfall” é tudo o que o título indica: uma queda no abismo retardada pelas correntes de ar. O esqueleto surge por repetição e o mais que ouvimos ajusta-se por deriva, em movimentos simultaneamente concêntricos e excêntricos. “Down Under” é o que vem depois, literalmente. O solo a que se chega e o subsolo que logo se abre, mas num ir mais fundo contrariado por ímpetos ascensionais. A música demora-se depois na zona ambígua entre esses descer e subir, pairando, e assim nos deixa. Fail Better! continua a impressionar-nos com as suas abordagens fortemente imagéticas, como se fosse cinema para os ouvidos." ★★★★★


- Rui Eduardo Paes

 

O disco foi adicionado com sucesso ao seu carrinho de compras

Poderá aceder ao seu carrinho de compras clicando no seguinte link, ou clicando no icon no menu de topo do site.

×