Maria João

Vocal



 

Maria João começou a sua carreira na Escola de Jazz do Hot Club de Lisboa, em 1982. Um ano mais tarde formou o QUINTETO DE MARIA JOÃO, formação que deu origem a dois discos.

Em 1986 rumou à Alemanha em busca de novos desafios. O seu terceiro disco – Conversa – saiu nesse ano, em resultado de um novo quinteto, do qual fazia parte Carlos Bica. Num dos concertos da tournée alemã, conheceu a pianista japonesa Aki Takase, que a convidou para um projecto em duo, registado em dois álbuns gravados ao vivo. Em 1991 envolveu-se num novo projecto com o grupo CAL VIVA, com quem gravou “Sol”, e marcou o seu reencontro com Mário Laginha, que participara nos seus primeiros trabalhos.

A cumplicidade musical que se estabeleceu entre a cantora e Laginha incitou-os a um projecto mais acústico e intimista e assim surgiu Danças (1993), o primeiro disco de um duo que persiste até hoje, marcado por centenas de concertos e discos onde ressalta a liberdade e a originalidade criativa, uma vez mais confirmadas com o último trabalho, “Chocolate”. Em 2007 grava, em nome próprio, o disco “João”, com versões de temas populares brasileiros.

Além do trabalho regular com Laginha, Maria João tem colaborado com destacados nomes da música nacional (António Pinho Vargas, Carlos Bica, José Peixoto, Blasted Mechanism, Clã, entre outros) e internacional (Laureen Newton, Bob Stenson, Christof Lauer, Gilberto Gil, Joe Zawinul, Saxofour, Hermeto Pascoal, Lenine, etc).

 

 


Participações