Rodrigo Amado

Saxofone



Rodrigo Amado nasceu em Lisboa no ano de 1964 e aos 17 anos, após um acidente, focou-se no saxofone. Mais tarde, estudou muito brevemente na Escola Hot Club em Lisboa com dois saxofonistas de renome, Carlos Martins e Jorge Reis. Rapidamente Rodrigo Amado estava colocado em inúmeros projetos de rock, pop e experimental, incluindo bandas lideradas por Sei Miguel, João Peste, Nuno Rebelo, Flak ou Vitor Rua, e no grupo eletroacústico Vitriol.

Desde 2004 a 2009 foram os inúmeros projetos dos quais Rodrigo Amado fez parte, sendo que em 2009 este criou uma unidade recorrente em Lisboa, denominada Motion Trio com o violocenlista Miguel Mira e o percussionista Gabriel Ferrandini — grupo este que detém extrema química, dando-nos uma vertente diferente do toque de Rodrigo Amado, partindo as suas linhas e desenvolvendo os seus tempos internos de uma forma mais rápida. De outro lado temos o The Wire Quartet, uma talhada mais abrupta que consiste em Ferrandini e o guitarrista Manuel Mota. Hurricane é então a última colaboração que Amado fez com Ferrandini e o DJ Ride, confirmando-o no coração de uma cena vigorosa.

Outros músicos com quem Amado já tocou ou gravou são: Herb Roberston, Lisle Ellis, Paul Dunmall, Raymond Strid, Sten Sendell, Per Zanussi, Adam Lane, Joe Giardullo, Haris Eisenstadt, Alex Cline, Bobby Bradford, Vinny Golia, Dominic Duval, João Paulo Esteves da Silva, Rafael Toral, David Maranha e muitos outros.


Participações